Follow by Email

Twitter reevolucionario

Labels

Baixaria exacerbada

O Homem só pode criticar aquilo que já viu.
Essa frase vem apenas dar fundamento à minha crítica sobre o estilo de música funk que na sua real origem é um estilo incrível, mas foi ridicularizado por pessoas que não se pode julgar por serem ignorantes, mas sim por estas não quererem buscar a consciência das coisas, não buscarem a evolução no seu sentido lato.
Pessoas se fundamentam em teorias como "eu respeito o rock, o mpb e você respeita o funk". Frases prontas que o ser humano leva consigo como filosofia de vida (a diferença começa já por aí). Além também de cultuarem os desrespeitos a si mesmos como pessoas e seres humanos demonstrando falta de amor próprio e culto à obscenidade banal fazendo apologias a estilos de vida que levam as pessoas que usufruem deste tipo de baixaria a se tornarem os operários do esgoto para aonde vão os cérebros e corpos mortos e mutilados pela ignorância.
As pessoas têm sim que respeitar o que vem para o crescimento intelectual e cultural do povo e não para um "divertimento" que faz com que cada vez mais as pessoas minimizem o seu grau de sabedoria e inteligência a ponto de se cegarem aos problemas que existem no MUNDO REAL.
O respeito só será mútuo se houver em ambas as pontas da discórdia um alicerce para sustentar o crescimento da humanidade bem como as suas necessidades culturais, sociais, econômicas, políticas, etc. Enquanto não coexistirem estas vertentes o respeito terá de ficar apenas para o lado que não prover isso.

Para finalizar a minha crítica uma amostra grátis:

Perfeição
Legião Urbana
Composição: Renato Russo

Vamos celebrar
A estupidez humana
A estupidez de todas as nações
O meu país e sua corja
De assassinos
Covardes, estupradores
E ladrões...

Vamos celebrar
A estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nosso estado que não é nação...

Celebrar a juventude sem escolas
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião...

Vamos celebrar Eros e Thanatos
Persephone e Hades
Vamos celebrar nossa tristeza
Vamos celebrar nossa vaidade...

Vamos comemorar como idiotas
A cada fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta
De hospitais...

Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e a difamação
Vamos celebrar os preconceitos
O voto dos analfabetos
Comemorar a água podre
E todos os impostos
Queimadas, mentiras
E seqüestros...

Nosso castelo
De cartas marcadas
O trabalho escravo
Nosso pequeno universo
Toda a hipocrisia
E toda a afetação
Todo roubo e toda indiferença
Vamos celebrar epidemias
É a festa da torcida campeã...

Vamos celebrar a fome
Não ter a quem ouvir
Não se ter a quem amar
Vamos alimentar o que é maldade
Vamos machucar o coração...

Vamos celebrar nossa bandeira
Nosso passado
De absurdos gloriosos
Tudo que é gratuito e feio
Tudo o que é normal
Vamos cantar juntos
O hino nacional
A lágrima é verdadeira
Vamos celebrar nossa saudade
Comemorar a nossa solidão...

Vamos festejar a inveja
A intolerância
A incompreensão
Vamos festejar a violência
E esquecer a nossa gente
Que trabalhou honestamente
A vida inteira
E agora não tem mais
Direito a nada...

Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta
De bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror
De tudo isto
Com festa, velório e caixão
Tá tudo morto e enterrado agora
Já que também podemos celebrar
A estupidez de quem cantou
Essa canção...

Venha!
Meu coração está com pressa
Quando a esperança está dispersa
Só a verdade me liberta
Chega de maldade e ilusão
Venha!
O amor tem sempre a porta aberta
E vem chegando a primavera
Nosso futuro recomeça
Venha!
Que o que vem é Perfeição!...

Obrigado!

Luiz Aguinaldo Ponton Cuaglio


0 comentários:

Postar um comentário

ReEvolucionários visitantes

ReEvolucionários

Postagens populares

Labels